.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

15/11/2012

Estilo em português: Maria João Bastos






Não lhe bastava ser lindíssima. Nem atriz com provas dadas e talento reconhecido. Não, Maria João Bastos é isso e muito mais.
De uma elegância extrema, independentemente do evento ou ocasião, a antiga modelo surge sempre irrepreensível. É uma daquelas raras mulheres que não comete um erro  - pelo menos, não lhe consigo apontar  nenhum - na escolha do que usa: equilibrada, com um bom gosto que lhe deve ser inato, sabe o que usar e como o usar, constituindo a prova de que não é preciso andar no “último grito da Moda” para brilhar. Aliás, ela demonstra, com os seus looks, que ter estilo e andar na moda podem ser conceitos perfeitamente antagónicos. Embora, não duvido, a atriz saiba muito sobre moda. E não é esse o segredo?
Admiro-lhe, sobretudo, a simplicidade bem construída e o uso comedido de acessórios, como quem declara não ter nada a provar a ninguém.





Na edição deste ano do Festival de Cinema de Veneza, Maria João Bastos deslumbrou, com um vestido Filipe Faísca, e demonstrou uma vez mais (como se tal ainda fosse necessário)  porque é um dos maiores ícones de estilo do nosso pequeno Portugal.