.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

31/05/2013

Oh yeah!





It’s still almost a month away and I’m already crazy with this day!
I really didn’t want to lose the Joana Vasconcelos exhibition because I think she’s magnificent in her singularity, mastery and criativity. And it’s going to be so good be able to admire her work live...
As regards a “Rosencrantz & Guildenstern estão mortos”, it´s a play (a comedy), staged by Marco Martins, about an existencialist drift of two supporting characters from “Hamlet” of Shakespeare. The actors? Bruno Nogueira, Gonçalo Waddigton, Nuno Lopes and Beatriz Batarda. It’s enough?
To me the two last are the best actors born in our wee portugal (once I saw a monologue with Beatriz Batarda that left me with my mouth open and creepy skin for almost an hour)!
To be perfect I just need a sunny and warm day (I don’t want to believe that this year there is no Summer)!
Later I'll tell you everything about it!


Ainda falta quase um mês e eu já ando louca com este dia!
Não queria mesmo falhar a exposição da Joana Vasconcelos porque a considero magnífica, pela sua singularidade, mestria e criatividade. E vai ser tão bom poder admirar o seu trabalho ao vivo...
Quanto a “Rosencrantz & Guildenstern estão mortos”, trata-se de uma peça de teatro (uma comédia), encenada por Marco Martins, sobre a deriva existencialista de duas personagens secundárias do "Hamlet" de Shakespeare. Os atores? Bruno Nogueira, Gonçalo Waddigton, Nuno Lopes e Beatriz Batarda. Chega?
É que os últimos dois são, para mim, dos melhores atores nascidos no nosso portugal dos pequeninos (uma vez vi um monólogo com a Beatriz Batarda que me deixou de boca aberta e pele arrepiada durante p’raí 1 hora)!
Para ser perfeito basta que esteja um dia de sol e calor (não quero acreditar que não vamos ter um verão a sério)!
Depois conto tudo!


Sem comentários: