.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

17/10/2013

Uma preciosidade em três atos





Ao segundo filme (Antes do Anoitecer, de 2004) apanhei-o a meio na televisão, já há uns anos, e fiquei colada ao ecrã! No entanto, nunca tinha visto o primeiro (Antes do Amanhecer, de 1995) pelo que fez todo o sentido, em fim-de-semana cinzentão de outono, fazer uma maratona e vê-los aos três.
Há quem defenda que o último (Antes da Meia-Noite, de 2013) é o melhor dos três filmes, mas eu não consigo escolher: são os trêdeliciosos, cada um à sua maneira. Posso, isso sim, afirmar que este último não fica nada atrás dos anteriores, o que é obra, considerando que estamos face a uma trilogia e que, por regra, a partir do primeiro é sempre a descer!
Faço uma grande vénia a Richard Linklater, o realizador, que, sem efeitos especiais, ou uma história intrincada, ou montes de tiros e ação, ou sei lá o quê, consegue uma obra primorosa, somente com recurso ao texto extraordinário que nos põe a pensar sobre a vida e o amor e o desejo e a morte e tantas outras coisas.
Ethan Hawke está muito bem mas é Julie Delpy quem me enche as medidas: adoro a personagem e a forma como a atriz a construiu, o que me leva a questionar porque é que a mesma nunca saltou verdadeiramente para as luzes da ribalta. Mistério…    


3 comentários:

Sam disse...

I LOVE this movie trilogy, its one of my favorites! It proves that you don't need a big cast or serial effects to make a good film. Thanks for your kind visit ... Happy Friday Doll!

hierra disse...

Eu tb adorei a trilogia. Vi o último à não muito pouco tempo e aproveitei para rever os primeiros e adoro :)

Sara Almeida disse...

Pois para mim não há como o "Antes de amanhecer"! Aos outros não achei tanta graça...