.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

31/03/2015

| Um livro para relaxar |


Se tivesse de resumir, numa frase, o tema deste livro, ela seria, obviamente, quem matou Nola Kellergan?
Embora tenha quase 700 páginas, ‘A verdade sobre o caso Harry Quebert’ agarra-nos logo de início e lê-se num instante, enquanto tentamos descobrir o que raio é que aconteceu à jovem Nola.
Com várias reviravoltas, uma das coisas que mais gostei foi o facto de só ter descoberto a resposta à charada no final do livro. O autor induz-nos em erro, cria-nos expetativas falsas, leva-nos por caminhos menos claros e isso funciona! Não há coisa que me irrite mais do que um livro (ou um filme) que me faça descobrir o desfecho muito antes do pretendido e, acreditem, há demasiados livros e filmes a desiludirem-me por isso (ou, verdade seja dita, já não há tantos assim, porque cada vez sou mais esquisita e exigente e só me predisponho a ler/ver obras que cumpram os requisitos mínimos).
Voltando ao livro, não é nenhuma obra-prima mas também não desilude. É leve, de leitura rápida e fácil, e parece-me ótimo para ler à sombra da bananeira (com uma limonada a acompanhar), assim que os dias ficarem longos e quentes e as férias pairarem no ar.





P.S.: Estamos a praticamente uma semana do final do passatempo dos vouchers Odisseias e vejo muito pouca gente a chegar-se à frente! Estão armados em portugueses típicos, a deixar tudo para a última? :)
Vejam lá, depois não digam que não avisei!


11 comentários:

Edna Patel disse...

Não conhecia este livro :o

Alex disse...

Alô lindona! por acaso não me cruzei ainda com este livro.

Em relação ao baton da Mary kay poderia ter dedinho meu efetivamente mas por acaso não fui eu :)

Já se acusaram? :)

Beijinho grande

TehTeh disse...

não me parece ser o meu estilo de leitura =P

xoxo

Rita Ramos disse...

Não conhecia, mas aparenta ser bom
xx
adonadasushi.blogspot.pt

NOR Melo disse...

Não conhecia :)

P de patrícia disse...

Eu cá sou mais "romanceira" :P

Morning Dreams disse...

Não conhecia :)

MORNING DREAMS

Sofia Silva, Beijos*

Lú cia disse...

parece interessante o livro :)

Minda Silva disse...

Não conheço o livro, mas me pareceu realmente envolvente pelo teu relato.

Livros assim são ótimos porque nos prende do princípio ao fim, sem vontade de interromper a leitura.

Gosto de mistério, ficção e romances ...

Bjks linda!
My

Joana disse...

não conhecia :)

xoxo, http://eighteenshadesofglitter.blogspot.pt/

Rosa Branca disse...

Eu li e adorei :) Fiquei tão agarrada à história que em dois dias o li xD

Beijinhos

http://aperfeicaoeummito.blogspot.pt