.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

24/12/2015

| Amy |


Finalmente consegui ver este documentário, do realizador Asif Kapadia, sobre a diva e recomendo-o muito. Para que percebam, mais do que fã da cantora (o 'Back to Black' será sempre um dos álbuns da minha vida), simpatizava muitíssimo com aquela mulher que um dia foi alegre, divertida, muito senhora do seu nariz e cheia de personalidade. Aliás, no dia em que ela morreu chorei que nem uma madalena.
O sucesso estrondoso, uma paixão esmagadora pelo marido que a levava a querer ir sempre aonde ele ia (e não estou a falar fisicamente), talvez também um pouco de negligência dos pais, empurraram-na para um mundo de álcool e de drogas de onde nunca conseguiu sair.
É triste acompanhar o seu percurso, ver como ela mudou ao longo dos tempos para alguém triste e apático, mas as coisas são como são.
Viveu pouco mas fez milhões apaixonarem-se por aquele vozeirão e figura tão características. Eu incluída. Acredito que era uma mulher muito especial. E é assim que gosto de recordá-la.

P.S.: Mudando de assunto, um Natal maravilhoso, pode ser? ;)

9 comentários:

Claudia Caulfield disse...

I cannot wait to open presents! ♥

Happy Christmas! ♥
The White Print Blog


A.João disse...

Pena que ela nos tenha deixado tão cedo, ainda não vi o documentário nem sei se vou ver. Recordo a voz.

FELIZ NATAL!

Lúcia Sousa disse...

Depois de ler isto, até me deu vontade de ver!
Feliz Natal :)

Lea disse...

Tenho lá em casa para ver e estou ansiosa!! Como tu, partilho o gosto por "back to black" e não há uma unica vez que oiço a musica que aa lagrimas não me venham aos olhos!
Feliz Natal!

Gluten Free Girl disse...

revi-me em todo o texto. adorava-a. inclusive fui vê-la naquele trágico concerto no RiR. Amy será sempre eterna.

Amy ☮ disse...

eu ainda me lembro do momento em que soube que ela tinha morrido! e estou para ver este documentário há que tempos! ela era (e é) maravilhosa!

Camilla Kleemann disse...

Eu gostava muito dela :/

Feliz Natal pra você!

Beijos <3

Avelã disse...

Não vi o filme e não adoraaava propriamente a cantora, mas realmente é uma pena. E como ela quantas pessoas não há...

Sandra Marques de Paiva disse...

É uma tristeza o que lhe aconteceu, podia ter-nos dado muito mais. Infelizmente nem todos conseguem lidar bem com a fama e com tudo o que ela acarreta, contudo também penso que estava rodeada de gente errada que em vez de a amar e orientar, eram meras sanguessugas do seu sucesso e estatuto. Um dia também irei ver esse documentário, quando me sentir preparada. Por enquanto, continuo com o back to black no carro.