.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

16/02/2016

| Maratona a caminho dos Oscares (2) |


Continuo na luta, a ver filmes a um ritmo ultra rápido, o que, diga-se, é um prazer. Estes foram os últimos:

Brooklyn, de John Crowley, nomeado para melhor filme, conta a história da jovem irlandesa Eilis Lacey que, desiludida com a falta de perspetivas, nomeadamente profissionais, decide emigrar para os EUA.
As saudades de casa e da família são muitas, o que torna a sua estadia muito dura mas, quando conhece Tony, um bom rapaz italiano com quem começa a namorar, as coisas tornam-se mais fáceis. O problema é que uma notícia má obriga Eilis a regressar à Irlanda, deixando-a dividida entre o amor e a família.
Este é daqueles filmes bonitos, ternurentos e tradicionais de que gostamos, mas não nos fica na memória como um grande filme; aliás, por vezes é previsível, o que me chateou bastante.
O melhor do filme é, sem dúvida, a atriz Saoirse Ronan, que dá vida a Eilis: está nomeada para melhor atriz com este papel mas, na minha opinião, não ganha.

Baseado numa história verídica, realizado por Steven Spielberg e com argumento dos meus adorados irmãos Ethan e Joel Cohen, A Ponte dos Espiões (também nomeado para melhor filme) retrata a missão do advogado J. B. Donovan, encarregado de negociar a libertação de Francy Gary Powers, um espião norte-americano capturado em território soviético, 'trocando-o' por Rudolf Abel, um espião do KGB capturado anos antes pelo FBI, e que o próprio Donovan foi incumbido de defender.
Note-se que isto aconteceu na década de 60, quando os EUA e a União Soviética se encontravam em plena Guerra Fria, pelo que um passo em falso podia acabar em guerra.
A história é muito intensa, o tema é forte, mas não o guardo como um filme memorável. De 1 a 5 dou-lhe um 4- (sim, um quatro menos, como na preparatória), destacando a fotografia.

Carol, de Todd Haynes, é um filme despido de artifícios que retrata a relação amorosa entre Carol (Cate Blanchett) e Therese (Rooney Mara) numa década de 50 extremamente preconceituosa. 
As atrizes (das minhas preferidas) estão, muito justamente, nomeadas para melhor atriz e melhor atriz secundária, respetivamente.
Rooney Mara está maravilhosa, com aquela expressão de boneca frágil tão dela, mas penso que Alicia Vikander, em A Rapariga Dinamarquesa, está mais forte.
Em relação a Cate, acho que vou começar a chamá-la de A divina. Ela não anda, a mulher flutua, e a sua personagem tem uma aura de diva que dificilmente vou esquecer.
Não podia terminar sem falar do guarda-roupa (está nomeado nesta categoria, pois claro!), lindo e cheio de classe e recato, que a época assim o exigia. Por mim, vestia praticamente tudo.  

26 comentários:

Sofia disse...

Ainda não vi nenhum... mas acho que vou aproveitar a tarde debaixo dos cobertores a curar a gripe para me actualizar =P

eusouassim disse...

Só vi o Carol e de facto o desempenho delas é fantástico!
A seduzida e a sedutora estão muito bem! ;-)

Beijos

Madalena Lopes disse...

Gostei imenso do Bridge of Spies :) Os outros dois ainda não tive oportunidade de ver, mas também estão na minha lista

Mafalda Gaiteira disse...

Para ser sincera ainda não vi nenhum dos três e também precisava urgentemente de fazer uma maratona, mas enfim acho que não vai dar! Precisava mesmo de ficar de cama para conseguir fazer isso =P!

Beijinhos,
Joana*

Catarina Nóbrega disse...

Já ouvi falar muito bem do Bridge of Spies :))

Sandra Marques de Paiva disse...

Daqui só vi vi o Bridge of spies e adormeci a meio, embora tenha gostado do que vi :) Estou curiosa com o Carol.

Carolina Botelho disse...

Ainda não vi nenhum desses filmes que você citou mas me interessei pelo primeiro :)
Um abraço o/

Lúcia Sousa disse...

Ainda não vi nenhum desses três, já tive curiosidade de ver a ponte dos espiões e Carol, só que ainda não tive oportunidade, mas quanto ao primeiro, esse despertou a minha atenção :)

Diana Fonseca disse...

Ainda não vi nenhum mas tenho curiosidade no segundo.

Paula Cabaço disse...

Infelizmente ainda não assisti a nenhum dos três, mas tenciono fazê-lo. Fiquei com curiosidade acerca dos dois primeiros!

beijinhos!

www.luz-e-poeira.blogspot.com

TehTeh disse...

náo vi nenhum desses nem me parece que vá ver... os filmes deste ano não me cativam muito =P

http://tehteh25.blogspot.com

xoxo

Daniela disse...

Não vi nenhum, mas quero ver Brooklin. Agora com o teu post fiquei interessada também em Carol :)

http://fashionunderconstruction.blogspot.pt/

Carla Ramalho disse...

Ainda não vi nenhum deles, geralmente não gosto muito dos filmes nomeados, raramente me ficam na memória.
Beijinhos, se quiseres vem visitar-me em
Gulosoqb.blogspot.pt
Facebook.com/gulosoqb

Miss Cokette disse...

Ainda não vi nenhum mas tenho curiosidade...e espero que seja desta que o Di Caprio ganha o tão desejado óscar.
Beijinhos.

misscokette.blogspot.pt

Sónia Domingues disse...

Vi os dois primeiros e adorei, apesar de achar, como o tu, que o primeiro não seja um filme merecedor de Oscar!

Days of Blues

Miguel Pereira disse...

Três filmes que parecem ser muito bons, óptimas sugestões :D

http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

Andreya disse...

Adorei o Carol :)

Boa semana.

vintagepri disse...

O filme Brooklin também está na minha lista =)

Beijos, Pri
vintage.blogspot.com

Maria Ferreira N. Vechi disse...

Obrigada pela visita.Parabéns pelo blog,gostei das sugestões dos filmes.
Boa noite!

Claudia Victória disse...

OI!
Obrigada por ir no meu blog ^ ^
Eu nunca vi nenhum rsrs
Beijinhos

O Quarto da Maria disse...

Fiquei muito curiosa para os ver!

Chic' Ana disse...

Ainda não vi nenhum dos filmes, mas estou bastante curiosa!

Ana Luísa disse...

Também ando na "luta" para ver os filmes dos óscares.
Para já só vi o Brooklyn, da tua lista. E o The Revenant.
Mas vou ter que pôr em dia :)

Avelã disse...

Nunca vejo filmes, mas fiquei com vontade! Esses parecem mesmo interessantes, assim como a caraterização :D

Ísis disse...

Só vi o Carol e gostei imenso.

Sara Carmo disse...

Para os Óscares só vi mesmo o The Revenant, mas tenho o Carol debaixo de olho!