.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

11/05/2016

| Dos livros encantados |



Quem lê sabe que, se na maioria das vezes nós escolhemos os livros que lemos, outras situações há em que são eles que nos escolhem. Não sei bem explicar, mas há um qualquer detalhe, um chamamento estranho e indecifrável, que nos leva a trazer aquele livro para casa e a fazê-lo nosso.
Foi isso que sucedeu comigo e com este 'A história do amor': assim que o vi, numa feira do livro em Lisboa, peguei-lhe imediatamente e só descansei quando acabei de o ler.
Neste romance, a promissora Nicole Krauss (fiquei com vontade de ler tudo o que ela escreveu) conta a história de um jovem judeu polonês que escreve um livro sobre o amor e a existência, mas é obrigado a deixá-lo para trás, juntamente com a mulher que o inspirou, quando a Polónia foi tomada pelos nazis.
Muitos anos depois, o mesmo livro reaparece para unir personagens muito diferentes, que vivem em locais longínquos. 
Esta é uma obra sólida, nada previsível (houve momentos, aliás, em que me senti irritada por não estar a perceber onde é que aquilo ia dar) e absolutamente deliciosa. 
A ler, claro! :) 

15 comentários:

Sr. Solitário disse...

Olá Marta. Ontem eu vi-te no programa! Excelente testemunho.
Beijinhos**

Joana disse...

Por acaso tenho andado alheada da leitura com muita pena minha :-( Tenho mesmo que voltar a pôr a leitura na ordem do dia. Gostei desta inspiração, não conheço o livro nem a escritora mas parece-me muito bem pelo que disse no post. Beijinhos

Miúda disse...

Acredito que tal como falaste dos livros, que também tudo o resto na nossa vida, não somos nós que os escolhemos mas sim as coisas ou pessoas :)

Sofia disse...

A primeira frase podia ter sido escrita por mim! É tão verdade...

Só o título desse livro já dá vontade de o ler!

Cat disse...

Não conheço! Vou guardar :)

Virgínia Ferreira disse...

Parece ser um livro fantástico, não conhecia.
Beijinhos
http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

Cláudia disse...

Tenho muitas saudades de um bom livro, vou guardar! :)

Teresa Isabel Silva disse...

Adoro quando encontro livros que me escolhem... Fiquei curiosa em relação a ess livro!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

C. disse...

ai que desgraçaaaa :D mais um para a minha lista!


Hoje é o dia de quem está onde tantas vezes não está mais ninguém! Hoje é o nosso dia: Feliz Dia Internacional dos Enfermeiros

Crocheteando...momentos! disse...

Concordo...há títulos que despertam rapidamente o nosso olhar! Bj

Catarina H. disse...

Concordo contigo, às vezes há livros que se agarram em nós e não o contrário. E é tão bom quando isso acontece...
Obrigada pela tua sugestão de leitura, não conhecia a autora, mas vou investigar :)
Beijinhos e bom fim de semana!!!

Claudia Mascote disse...

Olá Marta,

Gostei muito da entrevista da TVI ;)

Um beijinho

Pedro Luso disse...

Gostei.

Ana Freire disse...

Confesso, que não conhecia o livro... mas parece-me uma óptima sugestão!
Adoro livros com enredos passados nesta época da segunda guerra mundial...
Pelos comentários acima... depreendo que surgiste num programa da Tvi, adoraria ver... se puderes diz-me o nome do programa, e em que dia passou... depois procuro no site da TVI...
Beijinhos
Ana

Avelã disse...

O 'chamamento' do livro foi bom e justificado, parece-me! Fiquei curiosa em relação ao enredo :D