.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

07/01/2017

| Crónicas da vida airada (ou não) #18 |

Agora que passaram uns dias, já posso falar nisso sem esfrangalhar a magia com que nos deixamos contagiar. Sim, porque também adoro o Natal (desde que vivo longe da família ganhou um saborzinho especial), não obstante ele seja sempre igual (no sentido positivo da coisa).
Pois que no Natal há frio e lareiras, doces e conversas, presentes e bacalhau.
Mas há também coisas das quais não temos o hábito de falar, talvez para não estragar o encantamento da época. Mas, meus amigos, ainda que não falemos delas elas continuam a existir, não é?
Então lá vai o meu top 5 de comportamentos-familiares-natalícios-mais-ou-menos-irritantes:

1. As conversas do ai, o melhor é enfardar doces que nem uma porca, porque no início do ano começa a dieta. Really?
Quem é que não tem uma tia ou prima (ou ambas) que diz isto ano após ano e, pasmem-se, quando as encontro pelo verão estão na mesma ou ligeiramente pior? Só me apetece dizer lamento, mas a tua dieta de ano novo não funcionou

2. Quase que podia jurar que em todas as famílias há o parente (que só vemos no Natal) que conta todos os anos a mesma história, ou as mesmas anedotas e, quando lhe dizes isso, responde, com um ar muito admirado, A sério?
Naaaa, sou eu que estou com vontade de chatear.

3. Mesa natalícia que se preze tem de meter conversa sobre a vida alheia. 
De política ou futebol? De cinema ou música? De como vão as crianças mais recentes da estirpe? De onde vai ser a passagem de ano?
Sim, fala-se disso tudo, mas Natal não é Natal se não se cuscar uns momentos sobre aquela que deixou o marido porque ele era muito possessivo ou do outro que espetou o carro novinho em folha ou outra coisa qualquer (and so on, and so on). 
Pensando bem, acho que a única coisa de que não se fala é do verdadeiro espírito do Natal, que isso dá trabalho e é muito profundo para uma ocasião que se quer de festa.

4. Também há sempre o caso daquele familiar que é um paz de alma durante todo o ano mas aproveita a noite de Natal para levantar a voz e mostrar que está vivo, que o vinho tem esse poder. E giro, giro é ver a prima Cláudia a ficar roxa e a dar pontapés debaixo da mesa para ver se o moço se contém. 
É dos comportamentos-familiares-natalícios-mais-ou-menos-irritantes que me deliciam, confesso, e nunca consigo deixar de rir. Quando começam a olhar para mim de lado, justifico com o vinho. 

5. Não podia deixar de incluir no meu top 5 o meu momento predileto, que acontece na hora de trocar os presentes. Se não existir um sorriso amarelo de quem não gosta do que recebe, tenho o Natal estragado.
Porque há tradições que não podem mudar.

15 comentários:

Ana Freire disse...

Um Natal sem cusquice à mesa... e sem sorrisos amarelos, por presentes que não agradam... não é verdadeiramente Natal...
Fizeste uma lista impék! Resumiste tudo de forma brilhante!
Beijinhos! Bom fim de semana!
Ana

Por mim disse...

Identifico-me logo com a primeira, mas neste caso, a "tia" sou eu, lol
Mas juro que este ano é que é!!!

Quanto aos outros, este Natal foi muito clean e positive, positive, positive :)
Se alguém fez algum sorriso amarelo, não reparei, mas espero que não :)

Adoro esta época e este ano foi especial. Toda a família cantou num karaoke (que fizemos pela primeiríssima vez!) Foi lindo!!!

Claudia Victória disse...

oI!
HAHAHA SHOWWW
!!!
Versão real do Natal!
bjo
http://momentosdemodaebeleza.blogspot.com.br

Filipa disse...

Imagino que seja assim ahhhh! xD Mas por acaso não sou culpada de nada disso, eu não ligo ao Natal e acho que não acontece nenhuma dessas situações xD
Obrigada pelo comentário!

http://free-colors.blogspot.pt/

Rute Matos disse...

Há cromos em todas as famílias!! Eheh

Blogdiariodeumafamilianormal.blogspot.pt

Teresa Isabel Silva disse...

Ah AHAHAHA tens toda a razão! Identifiquei algumas situações!!!!

Bjxxx

Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

Blog: A Vida de Nessy disse...

Bem se conheço de perto isso tudo...muda a casa, a família, a zona do país mas as situações são idênticas =P
https://avidadenessy.blogspot.pt/

As Coisas Dela disse...

Ahahah muito bom e muito verdade!

Adriana R. disse...

A primeira é inevitável, há sempre alguém que diz isso! Ahah
Beijinhos, The Fancy Cats | INSTA

Adriana Simões disse...

Ahaha já me ri com o post!
De facto, falar da vida alheia é prato do dia e o sorriso amarelo na hora de abrir as prendas é mesmo inevitável, eu que o diga! :D
Mas nada que não se resolva :P O que conta é a intenção!
Beijinhos ♡
Valentinus | Valentinus Facebook | Canal do YouTube

m-M disse...

Este ano devo ter tido um Natal anormal... só passei pela 1. :P

EscritaDela disse...

Gostei da lista!
Um óptimo resumo do que se passa quase em todas as famílias :-D

mary disse...

Adorei o seu txt!! O que me ri :)

Sara Aguiar disse...

Adorei o texto e fartei-me de rir. Descreveste muito bem as situações!
E é verdade que um Natal que se preze, mantém as suas tradições tanto as mais como as menos felizes aha.
Gostei imenso de conhecer o teu blog e já te estou a seguir!
Beijinhos <3

http://un-faux-pas.com

Avelã disse...

Haha :P Eu até consigo achar piada à maior parte das coisas que mencionas, o que é o Natal sem as mesmas piadas/histórias de sempre? :)