.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

13/02/2017

| Então e os Oscars? #1 |

A 89.ª cerimónia dos Oscars está quase aí (acontece já no próximo dia 26) e, como já vem sendo hábito, conto segui-la em direto com críticas aos modelitos e aos prémios na página de Facebook aqui do estaminé (façam like na página e acompanhem comigo, que é uma animação).
Vamos então ao que mais importa, ou seja, aos filmes:


Muito se tem falado e escrito sobre ele, à conta dos infindáveis prémios que tem vindo a ganhar (ainda esta noite papou mais cinco, incluindo o de Melhor Filme, nos Bafta Awards). 
Não sendo grande fã de musicais, ia com as expetativas baixas quando o vi. 
E o que se me apraz dizer? 
Que superou as minhas expetativas. Que se vê muito bem. Que tem uma história simples sobre sonhos que foi do que mais me agradou (gosto de pessoas que lutam pelo que querem em vez de seguirem a manada). Que fala sobre jazz. Que conta com a participação de um Ryan Gosling muito cutxi cutxi, mas cuja nomeação para o Oscar de melhor ator me parece excessiva. E que tem como atriz principal uma deliciosa Emma Stone (é tão fofa, o raio da miúda), que também tem açambarcado com os prémios todos de melhor atriz (não sei se merece, porque ainda não vi as outras prestações femininas nomeadas, mas ela merece tudo de bom).
Agora, se é o melhor filme? 
Não me parece, e nem consigo perceber o sururu todo à sua volta.
Por exemplo, o Whiplash, em busca da perfeição, do mesmo realizador (e que ganhou uma série de prémios no ano passado) encheu-me muito mais as medidas.


Casey Affleck é o homem de quem toda a gente fala, devido ao seu papel de encarregado de limpeza Lee Chandler e, cheira-me, vai levar para casa o Oscar de melhor ator.
Este é um filme sobre a perda e não há aqui grandes dramas nem dramatismos, é antes um retrato muito contido sobre a dor.
Lee é um homem vazio e impenetrável, não por ausência de sentimentos mas pelo facto da vida lhe ter 'batido' tanto que o despojou, e Casey tem o mérito de, durante todo o filme, nos passar essa sensação de distância e ausência, de quem mais nada tem a perder. 
Destaco ainda a prestação de Michelle Williams (que, tal como Casey Affleck, nos faz sentir toda a sua dor, a mais insuportável de todas, na minha opinião), e a fotografia, muito, muito bonita.


Neste Moonlight acompanhamos a vida de Chiron, um gay oriundo de uma família afro-americana pobre, em três fases distintas da sua vida: quando é miúdo, adolescente e adulto.
Apesar de Chiron crescer num meio muito difícil, estando sujeito às constantes variações de humor e maus tratos da mãe, viciada em crack, este filme mostra-nos também o outro lado das agruras e prova que, mesmo quando tudo o que rodeia determinada pessoa parece ser mau, existem pessoas boas que, de alguma forma, a ajudam a crescer com amor.
O facto de estarmos a falar de um filme sobre um negro que lida de perto com drogas e com tráfico e que, ainda por cima, é gay, pode levar-nos a pensar que Chiron é um coitadinho. Mas esse é o grande mérito deste filme - simples e poético -, o facto de não existirem dramas a fazer apelar à lágrima. E seria muito fácil fazê-lo.
Na minha opinião não é merecedor do Oscar de melhor filme, mas é obrigatório.

20 comentários:

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, certamente que na cerimonia dos Oscars, haverá uma surpresa e será revelado o descontentamento pela trumpada.
AG

Chic' Ana disse...

Estou curiosa para ver o desfecho dos óscares! =)
Beijinhos

Sandra Marques de Paiva disse...

desses filmes só vi o La LA Land e fiquei extasiada. Não acho piada nenhuma à Emma Stone, nem acho que mereça o Óscar, ela nem sequer canta bem. Adorei o guarda roupa, os vestidos que ela usou são tudo o que queria no meu armário. Apaixonei-me pelo Ryan Gosling, está maravilhoso no filme. Por mim levava o Óscar. Adorei o filme e o final foi estrondoso.

Ana disse...

Desses todos ainda só vi o La La land, estou a ver se os consigo papar até lá mas não está a ser fácil.
Mas sobre o La La Land, só tenho a dizer maravilhas!! Adorei adorei! Adorei tudo, A Emma Stone que canta e dança e é a coisa mais deliciosa, O Ryan Gosling que, por mim, até podia estar quieto, que ele é tão fofo que só apetece apertar.
Uma história de pessoas comuns, os sonhos, as lutas.. Sem falar na banda sonora que é de sonho! Gostei TANTO!!!

Os olhares da Gracinha! disse...

É sempre um suspense! Bj

Sofia disse...

Destes 3, só vi o La La Land e só gostei da primeira metade do filme =p quero muito ver o Manchester by the sea

Tulipa Negra disse...

Ainda só vi La La Land, Hacksaw Ridge e Hidden Figures. Finalmente encontro alguém que concorda comigo em relação a La La Land. É um filme agradável, que se vê relativamente bem mas que dificilmente vou ver novamente e não percebo como encanta tanta gente.
Tens de ver Hacksaw Ridge e Hidden Figures, são tão bons!

As Coisas Dela disse...

Ainda só vi o La La Land e também gostei :) Estou neste momento a ouvir a banda sonora do filme :)

Xana disse...

Só vi o manchester by the sea e adorei :)

A Carlota disse...

Também não mesmo :)
Confesso que de todos não vi nenhum, adoro cinema, mas este ano que passou fui muito pouco espero este ano ir mais:)
Beijinhos
https://a-carlota.blogspot.pt/

Graça Pires disse...

Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
Beijos.

Catarina H. disse...

Tenho conseguido acompanhar a cerimónia em directo nos últimos anos, mas confesso que este ano ainda não vi nenhum dos filmes, por isso não me estar a dar muita vontade.
Mas a cerimónia é sempre uma excitação :)
Beijinhos :*

Olivia disse...

Só vi o La La Land mas gostei imenso.

vintagepri disse...

Ainda não assisti, mas quero ver o quanto antes!

Beijos,
Pri
www.vintagepri.com.br

Nada disse...

Os Oscares é sempre evento bom de ver...mas tenho que me meter ao dia quanto aos nomeados...estou desactualizadissima!!

Ana Freire disse...

Palpita-me que ganhe o La La Land... apesar de não o achar nada de especial... mas é agradável de ver... com umas cenas bem aos estilo de outros musicais, dos anos 50, 60 e 80... e muito idênticas, até... demais... conforme uma estudante de cinema espanhola mostrou há alguns dias atrás no You Tube...
Bjs

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Continua a "crescer" cada vez mais este filme...
bj

m-M disse...

La la land não me chama. Relembra-me toda a loucura de volta do Chicago, por exemplo...

Já Manchester by the sea apetece-me tanto vê-lo! Até porque gosto bastante da Michelle e acho que ela acaba sempre ofuscada pelos colegas :P

Avelã disse...

Não vi nenhum, mas com todo o alarido em volta do 'La La Land' acredito que seja possível que provoque alguma desilusão!

A Estilografa disse...

Há anos que a cerimónia dos oscares não me entusiasma como este ano, ou melhor dizendo, que os filmes nomeados não me entusiasmam como os deste ano. Acho que já vi todos mas de longe considero o La La Land o melhor. Eu que adoro musicais fiquei completamente apaixonada pelo filme. Acho que o que mais me agradou foi a leveza da história, não há maldades nem grandes vilões, mortes ou cenas de grandes fatalidades, nada disso, é um filme leve, que nos faz sonhar. Adorei-o mesmo!

Beijinhos
http://aestilografa.blogspot.pt/