.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

26/02/2017

| Então e os Oscars? #2 |

É hojeeee!
Esta noite vou acompanhar a cerimónia em direto (o amor ao cinema a isso me obriga) e, se quiserem juntar-se a mim e às parvoíces que vou dizendo noite fora (atenção que a parvoíce vai aumentando com o avançar da noite, por causa do sono) basta seguirem-me aqui
Não consegui ver todos os filmes nomeados para melhor filme (ter de trabalhar é uma chatice), mas vi a maioria, o que já dá para ter uma noção.
Vamos a eles:


Tenho um carinho especial por filmes baseados em histórias verídicas já que, não raras vezes, a vida consegue ir muito mais longe do que possamos imaginar.
Este Lion conta-nos o percurso do indiano Saroo, que, aos cinco anos, se perde do irmão numa estação de comboios e, tendo-se refugiado numa carruagem para dormir, acaba por ir parar a 1500 kms de casa.
Consegue sobreviver 'na selva' e é posteriormente adotado por um casal australiano, indo viver para a Tasmânia.
Aos 25 anos, Saroo, interpretado por um fabuloso Dev Patel, começa a questionar-se sobre as suas origens e, com a ajuda do Google Maps (aliada à sua inteligência e lembranças), consegue descobrir de onde veio.
O filme está muito bem feito - senti-o passar a correr -, com belíssimas interpretações, não só de Dev Patel mas também de Nicole Kidman e, principalmente, Sunny Pawar, o miúdo que interpreta Saroo em criança e que só apetece trazer para casa, de tão fofo que é.
Acabei o filme lavada em lágrimas e com um aperto no coração, a pensar que tantas e tantas vezes queixamo-nos de nada.
É obrigatório ver.



Denzel Washinghton não só é o ator principal, como também realiza este filme (Vedações, em português), que faz lembrar uma peça de teatro por se focar no texto e no desempenho dos atores, sem grandes 'distrações'.
Retrata a vida de Troy Maxson, um funcionário dos saneamentos de Pittsburgh que, não obstante seja generoso e se esforce para ser um bom marido e pai, é consumido pela angústia, o que o transforma num ser prepotente e, muitas vezes, irascível. Durante o filme, mais do que uma vez tive pensamentos do género és impossível Troy Maxson ou estás a meter-me uns nervos, o que significa que o Denzelzito cumpriu muito bem o seu papel.
Também gostei muito, muito, da interpretação de Viola Davis, que faz o papel de esposa da personagem principal.
A atriz recebeu o Globo de Ouro de melhor atriz secundária, com esta prestação, e há uma grande hipótese, na minha opinião, de levar também o Oscar para casa.



Dificilmente veria este Arrival, de Denis Villeneuve, se o mesmo não estivesse nomeado para melhor filme, já que não sou muito virada para a ficção científica.
No entanto, acompanhei com interesse a tentativa de nós, humanos, comunicarmos com aliens que 'aterram' em vários pontos do mundo, e o filme acabou por ser uma boa surpresa. É muito interessante ver a forma como os ET's comunicam e a tentativa de descodificar a sua linguagem que visa, em primeira linha, saber o que é que pretendem de nós.
Destaco o papel de Amy Adams, que interpreta Louise Banks, uma das mais conceituadas linguistas do mundo, mas não acho que este filme mereça ou leve o Oscar. Não obstante, vale a pena desligar durante 2 horas para o ver. 

Se quiserem ler o que escrevi sobre os outros filmes nomeados basta clicar aqui.

17 comentários:

Inês Monteiro disse...

Quero muito ver o filme Lion! Estou ansiosa��
Beijinhos

O Planeta da Inês | New Post

Filipa Andrade disse...

Ainda não vi nenhum desses porque o tempo aqui tem sido muito escasso... Mas quero muito ver!
Estou cheia de curiosidade para saber o que vai acontecer hoje na cerimónia, para além dos prémios!
Beijinhos...

As Coisas Dela disse...

Tenho mesmo que ver os filmes nomeados que me faltam...

A Estilografa disse...

Acho que nunca estive tão entusiasmada com os nomeados como este ano. Há filmes extraordinários!

Beijinhos
http://aestilografa.blogspot.pt/

Lídia Craveiro disse...

O último que vi foi o Lion, que adorei, falta-me um ou dois da lista dos nomeados, e pronto já sabemos os resultados. Obrigado pela partilha.

Tulipa Negra disse...

Só consegui ver quatro dos filmes nomeados... Comecei bem mas depois o ritmo abrandou. Fica para o ano :P

Ana Bessa disse...

Eu acho que ainda não vi nenhum... fiquei muito curiosa com o Lion :P

Lúcia Sousa disse...

Adoro filmes baseados em histórias verídicas... no entanto, o único filme que ainda consegui ver nomeado foi o La la land, e fiquei um bocadinho desiludida!

A mamã vai casar disse...

Continuo a amar o Lion.
Sem dúvida o meu preferido.

inestcastro disse...

Os filmes baseados em histórias verídicas são os meus de eleição. Não gosto de musicais por isso não posso falar de la la land mas tb nunca percebi ao certo quais são os verdadeiros criterios daquela academia.

pequenasvontades disse...

Eu vi todos os filmes nomeados e não gostei do vencedor. Como falei no meu blog, foi a minha grande decepção. Para mim ganhava Fences, assim como o Denzel ganhava o Oscar. O da Viola foi mais que bem entregue.

vintagepri disse...

Esse ano não consegui assistir tudo ao vivo, somente a abertura.

Beijos,
Pri
www.vintagepri.com.br

Mariana Dezolt disse...

Acreditas que este ano ainda não vi nenhum deles? Quero muito, muito ver o Fences porque adoro a Viola Davis eheh
Kiss, Mariana Dezolt
Messy Hair, Don’t Care

Rita Teixeira disse...

Quero mesmo ver todos esses filmes, mas a falta de tempo não ajuda nada...

http://mundodablue.blogspot.pt/

Sara Aguiar disse...

Adorei ler os teus textos. Quero muito ver o Lion, parece fantástico!
Beijinhos <3

http://un-faux-pas.com

Ana Freire disse...

Adorava ver o Lion...
A cerimónia... foi um bocadinho aborrecida... eu achei, apesar de não ter visto uma grande parte... e o final... inesquecível, por um bom tempo!!!
Beijos
Ana

Avelã disse...

Eu não vi nenhum e nem sequer tenho grande desculpa, parecem todos tão interessantes :)