.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

09/02/2013

The ring


Não sou grande fã de bijuteria com animais e, pior ainda, não sou nada fã do padrão tigresse nas suas demasiadas variações. Exceptuando duas ou três peças em que gosto de ver esse padrão (por exemplo, em sabrinas e cintos bem finos), já o vomito, e abomino praticamente todos os outfits em que o mesmo aparece.
Por isso é de estranhar que me tenha apaixonado por este anel, mas a verdade é que foi amor à primeira vista (olhei para ele, ele olhou para mim, e pumba!). Quando o vi, ao longe, era já o último (a quem interessar, comprei-o na Parfois), pelo que quase corri para o apanhar, contra todas as boas regras de etiqueta e boa educação, e contra a minha própria forma de ser (às vezes tem de ser e esta foi justificadíssima)! :)
Apresento-vos, portanto, o anel:  






Sem comentários: