.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

12/12/2013

Behind the Candelabra






Realizado por Steven Soderbergh (2013) e baseado no livro de memórias "Behind the Candelabra: My life with Liberace", de Scott Thorson, o filme narra a relação do pianista norte-americano Liberace, interpretado por Michael Douglas, com Scott, interpretado por Matt Damon. 
Curioso é que o filme, produzido pela HBO Films e vencedor do Emmy 2013 para melhor filme, estreou em televisão, já que vários estúdios o recusaram devido à sua temática homossexual (ó gente pequenina, vivemos por acaso em 1720 e eu não me dei conta?).
Depois de me ter habituado às personagens de Michael Douglas e Matt Damon - muito anos 80, com muita lantejoula e histeria à mistura – esqueci os artifícios e deixei-me levar pelo que realmente interessa: as pessoas; e este filme vale mesmo a pena porque, despido de acessórios, o que ele retrata é a alma.
Steven Soderbergh levou para casa o Emmy de melhor realizador e Michael Douglas o de melhor ator. Matt Damon, que estava nomeado na mesma categoria, ficou a perder para o “amante”, mas tem um desempenho fabuloso (um dos melhores da sua carreira, na minha opinião).
Não podia ainda deixar de chamar a atenção para Rob Lowe (todo botoxizado) que, aparecendo muito pouco – no papel de um cirurgião plástico – enche o ecrã com a sua interpretação humoristicamente brilhante.
Se puderem, não percam. Mesmo!

5 comentários:

Raquel disse...

Já tinha ouvido falar nesse filme há uns tempos e esqueci-me completamente dele! Ainda bem que vim cá ver o blog :)

avmademoiselle disse...

O Rob Lowe está fantástico, dei umas quantas gargalhadas quando o vi todo esticado.
Gostei do filme e respectivas interpretações, realmente o Michael Douglas mereceu todo o reconhecimento que teve, pois nunca o imaginara numa personagem como esta...e tem piada, que por detrás de tanta lantejoula e brilhante há ali umas quantas camadas não tão bonitas e vistosas...tem uma boa noite ;-)

Joaninha Musical disse...

Eu creio que não iria gostar,não gostei assim muito da sinopse do filme,acho que não iria mesmo gostar. De qualquer maneira,passo por aqui para te desejar um excelente fim-de-semana!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!!

zozô disse...

Ainda não o vi! But it's on my list :)

Lulu on the Sky disse...

Deve ser bacana esse filme.
bom fds! Amanhã tem festa no blog!
Big Beijos
Lulu
http://luluonthesky.blogspot.com.br