.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

30/04/2014

| Post sem título* |


Já tinha ouvido falar várias vezes dos produtos Mary Kay mas, até há uns dias, nunca os tinha usado. Isso mudou com uma demonstração presencial feita pela simpática Alexandra, consultora da marca.
Entre outros, experimentei o esfoliante de mãos, o desmaquilhante e o hidratante de rosto e, confesso, fiquei fã da base, muito discreta e suave.
Atualmente estou a usar a solução de dia e de noite da linha TimeWise (já que a Alexandra me deixou umas amostras), indicada para os primeiros sinais de envelhecimento.
Os produtos parecem-me ser de qualidade mas, como não tenho conhecimentos profundos sobre a matéria, pergunto-vos, meninas que já conhecem ou usam a marca: vale a pena investir?







* Não me lembrei de nenhum título apropriado! :)


28/04/2014

| Turista na minha própria cidade |


Não sendo de Leiria (sou de uma cidadezinha que mais parece uma vila chamada Fiães, que pertence ao concelho de Santa Maria da Feira), já cá vivo há mais de 2 anos. Neste, como noutros lugares onde já morei, acontece-me sempre o mesmo (e, acredito, também com a maioria de vocês): adoramos viajar, conhecer novos lugares, mas o local onde vivemos acaba sempre por ficar esquecido, devido àquela ideia Ah, tenho tempo para visitar, já que vivo aqui!
O tempo vai passando e, por vezes, acabamos por conhecer melhor outras cidades do que o local onde moramos.
Num destes dias, e de forma a contrariar esta tendência estúpida, muni-me da máquina fotográfica e fingi-me de turista caseira.
Leiria, para além do seu monumento mais emblemático – o castelo -, está cheia de pormenores e cantinhos muito bonitos, pelo que valeu bem a pena olhá-la com outros olhos.
Aqui ficam algumas fotos deste momento vá para fora cá dentro:












25/04/2014

| Twenty Feet from Stardom |






Quando penso numa banda como os Rolling Stones (de que sou fã), lembro-me imediatamente do Mick Jagger, do Keith Richards e do concerto memorável que eles deram em Coimbra há uns anos valentes, a que tive o privilégio de assistir.
Mas os Stones, tal como muitas outras bandas ou cantores, fazem-se muitas vezes acompanhar (nos cd’s ou ao vivo) das backup singers, as meninas do coro que têm vozes fabulosas mas das quais nunca nos lembramos!
Realizado por Morgan Neville em 2013, este documentário – vencedor do Oscar 2014 na sua categoria – acompanha a trajetória dessas backup singers, mulheres que participaram em algumas das canções mais famosas do mundo mas que, nem por isso, são reconhecidas por tal.
O documentário explica-nos como estes vozeirões com pernas são vistos na ingrata indústria musical, e porque é que não quiseram ou não conseguiram brilhar como artistas a solo.
Muito bom!


23/04/2014

| Cédric Charlier para La Redoute |


Para a primavera.verão 2014, a gigante da venda por correspondência convidou o criador belga a conceber uma coleção-cápsula. 
O resultado: cortes a direito, peças minimalistas e muita cor, numa coleção que é a minha cara.

A-D-O-R-O!



Imagens: www.grazia.fr


19/04/2014

| Coimbra Concept Store |






É sabido que as coisas inesperadas têm um saborzinho especial. Foi mais ou menos isso que aconteceu comigo há dias, quando estive em Coimbra e descobri, perfeitamente por acaso (e quando estava cheia de pressa) esta loja multimarcas.
Situada numa casa antiga bastante grande (que com toda a certeza foi recuperada), as várias salas – cada uma com um conceito - acolhem produtos variadíssimos, todos de babar.
Por exemplo, lá podemos encontrar um espaço destinado aos souvenirs, outro aos produtos para a cozinha (desde loiças, acessórios ou pastas e compotas gourmet), outros dedicados à roupa e acessórios, femininos e masculinos, um outro onde se podem encontrar coisas lindas para bebés e baby showers, etc., etc.
Resumindo, ali podemos encontrar quase tudo para a decoração da casa ou para decoração própria! :)
Para mais, como se não bastasse o facto dos produtos à venda serem lindos (tivesse eu dinheiro e comprava a casa com todo o recheio de uma só vez!), a loja é de um extremo bom gosto, cheio de recantos e pormenores absolutamente encantadores. Fiquei k.o.!



P.S.: Para os que queiram lá dar um salto, a Coimbra Concept Store fica no n.º 116 da Avenida Sá da Bandeira, em Coimbra.















18/04/2014

| Magnum e os 25 anos |


A Unilever está a levar a cabo o passatempo 'À procura da Magnum Woman', que permitirá a uma mulher viajar até Cannes para participar na festa de celebração dos 25 anos do já icónico gelado, vestida em exclusivo por Dino Alves. Nada mau, não é? 
Como acho que não tenho nada a perder (aliás, só perco se não participar), aceitei o desafio que, numa primeira fase, passa por publicar aqui um texto sobre o 'Magnum e os 25 anos'.

Assim sendo, aqui fica o meu texto:


 Imagem: www.ola.pt



Coco Channel disse um dia: A moda passa. O estilo permanece.

- Ó pai, compra-me, compra-me, compra-me! Por favoooor…
- O que é que queres, sua chata?
- O Magnum da Olá. É novo! – respondi, a fazer olhinhos de boneca e o beicinho mais inocente que consegui arquitetar.
Gulosa por feitio, remeti-me a um canto e só de lá saí quando não havia provas do facto consumado ou, melhor dizendo, consumido.
O Magnum surgiu em 89, ano em que também apareceram os primeiros telemóveis no nosso país – com um tamanho standard tijolo -, e dançar lambada era o que estava a dar.
Tinha 14 pequenos anos, a cabeça cheia de sonhos e ideias, a vida a correr lenta, à sua maneira.
Entretanto o mundo mudou: passamos o tempo a falar em telemóveis que nos cabem na palma da mão, agora está in a durban dance, aprendi a domar - ligeiramente - a gula, já não é o meu pai que me compra o Magnum (triste consequência de ser uma mulher crescida), a vida corre rápida, à sua maneira.
No entanto, há coisas que se mantêm intocadas porque não devem (não podem!) mudar. Tenho 38 pequenos anos, a cabeça cheia de sonhos e ideias, ainda que momentaneamente interrompidas:
- Ó mãe, compra-me, compra-me, compra-me! Por favoooor…
- O que é que queres, sua chata?

Como diria Coco Chanel: Os gelados passam. O Magnum permanece.


16/04/2014

| Pois é! |


As noites já não estão geladas, o cheiro a flores sente-se no ar, é mais fácil levantar de manhã, a secção do congelador destinada aos gelados ressuscita, já não são precisos casacões sobre casacos sobre camisolas sobre camisolinhas, às sete da tarde ainda é dia, a Super Bock volta à ação, ouve-se o chilrear dos passarinhos, apetece esplanar*, é impossível sair de casa sem óculos de sol, as árvores estão coloridas, há mais sorrisos nas ruas, já não se pode usar o frio como desculpa para não praticar desporto, o chá quente é trocado pelo chá frio, começa a pensar-se em pintar a unhita do pé.
Os sintomas estão todos aí, (parece que) a primavera chegou.



* Palavra acabada de inventar que significa ir para a(s) esplanada(s).









Camisola Zara, calças Mango, clutch Vogue (não sei a marca dos sapatos nem do lenço)


15/04/2014

| 5 Seconds Perfect Blur da Garnier |






Este alisador ótico, como o próprio nome indica, não previne nem combate nada, antes cria uma ilusão que faz com que a pele aparente ser mais jovem. Segundo a marca, ele ‘esconde’ linhas de expressão, poros, imperfeições e marcas de acne, matifica a pele e retira o excesso de brilho, preparando a pele para a maquilhagem.
Tenho-o usado de vez em quando, aplicando-o após o hidratante e antes de me maquilhar. A pele fica, de facto, com um aspeto mate, mas não consigo ver grande diferença em relação às linhas de expressão. No entanto, como viciadinha dos cremes que sou, por via das dúvidas prefiro usar, e (ingénua por opção) gosto de acreditar que alguma coisa deve melhorar!
Do que li sobre este produto, ele é realmente bom na cobertura de marcas de acne mas como felizmente não tenho, sobre isso não me posso pronunciar.
O seu maior benefício, quanto a mim, é que deixa a pele muito macia, do género pele-de-bebé-aveludada-que-apetece-morder!  


13/04/2014

| Outono volta, estás perdoado |


Fazem parte da coleção ready-to-wear de Derek Lam para o outono de 2014 e enchem-me as medidas. Não precisava de mais nada!

(Pronto, era só isto!)



Imagens: style.com

11/04/2014

| Post musical |

Porque não quero que vos falta nada, este post é dedicado à música, tão fundamental na minha vida!
A seleção não é perfeita mas também não é má (podia, aliás, ser bem pior). Ainda por cima, não me podem acusar (ao contrário do que sucede com a maioria das rádios nacionais) de só ‘passar’ música estrangeira, já que há aqui um equilíbrio absoluto. :)


Have fun!





09/04/2014

| Têm um minuto? |




Decidi entrar nesta competição, o Company Style Blogger Awards 2014, na categoria Best Fashion Blog.
Tenho noção de que este é um blog bastante ‘pequeno’, nada comparado com muitos que por aí andam. Mas também tenho noção de que lhe dedico muito tempo e trabalho (o que me dá, obviamente, muito prazer, caso contrário não o faria!): não gosto de fazer posts para ‘encher chouriços’ e dou extrema importância à sua aparência. Tento sempre fazer mais e melhor!
Se vêm cá porque realmente gostam do blog (espero que sim!) ou se acham que acrescenta algo ao mundo gigante que é a blogosfera, peço-vos que votem neste cantinho (à beira mar plantado). É muito simples:

Basta acederem aqui, indicarem o vosso e-mail e o endereço do fashiONoir (http://marta-fashionoir.blogspot.com), indicando igualmente que este não é um blog vosso. Os restantes campos não são obrigatórios, pelo que só preenchem se estiverem para aí virados.


Muito, muito obrigada!


08/04/2014

| E Coimbra aqui tão perto |


Um concerto de beneficência de Anaquim e Deolinda (a favor do núcleo regional centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro) foi a desculpa perfeita para dar um salto até à belíssima cidade de Coimbra. Já lá tinha estado algumas vezes, mas sempre de passagem. Nesta sexta-feira fui armada em turista e, não obstante só lá tenha passado umas horas, deu para conhecer um pouquinho dos recantos da cidade (tantos e tão bonitos!), debaixo de uma chuva chata que não parou nem por 1 minuto.
Um sítio para voltar rapidamente, de preferência com tempo para saborear.