.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

17/03/2016

| Dos livros icónicos |


Acho que ouço falar deste livro desde os meus 16  anos, mas só agora calhou lê-lo. Este romance autobiográfico não tem uma história tradicional, é antes a viagem interminável de 2 amigos pela América do pós-guerra, que começou quando Sal Paradise (alter-ego de Jack Kerouac) parte com 50 dólares no bolso para ir visitar Dean, que vivia em Denver.
Percebo a importância e a febre que se gerou à volta deste romance pelo facto do mesmo se ter transformado num hino da Geração Beat, escrito em tom rebelde e contestatário. E em 1957, data da sua publicação, imagino que não seria muito normal a escrita ao estilo Kerouac, direta, simples e sem floreados, em jeito pop art.
No entanto, não posso afirmar ser um daqueles livros que me deslumbraram; demorei quase 3 meses a lê-lo (o que, em mim, não é nada normal, já que consumo livros a uma velocidade bastante acima da média) e, por vezes, achei-o um bocadinho chato.
Impressionante é que Kerouac escreveu este livro em 3 semanas, e olhem que ele não é nada pequeno.
Ah, esperem, foi à base de café e anfetaminas, que mantiveram o autor acordado durante dias (pois, assim já se percebe melhor).


11 comentários:

Camila e Carol disse...

Nossa escrito em três dias :) gostei muito de ler sua opinião sobre o livro.
Beijokas da Camila e Carol
já estamos de volta e já tem novidades
Vamos Papear 

gisela pascoal disse...

Está tudo explicado! Escrever um livro em 3 semanas? à base de anfetaminas? Como querem que o leia?! Parece uma história realmente interessante, embora não faça muito o meu género literário. Beijinho enorme.

http://giselapascoal.blogspot.pt/

mysupersweettwenty disse...

Acho que nunca tinha ouvido falar x)

Lis disse...

Se calhar com anfetaminas também tinhas lido o livro em 3h ;)

L*

Sofia disse...

Se calhar o café e as anfetaminas também explicam a falta de encanto do livro =P

Inês Silva disse...

Tenho de ler, fiquei super curiosa :D

www.pinkie-love-forever.blogspot.com

Janny disse...

não conhecia o livro

Nequéren Reis disse...

Resenha maravilhosa amei a dica do livro, bom final de semana.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=apP6eHn5PlI

Avelã disse...

Tenho de ver se leio! :) Gostei da explicação final :P

raquel disse...

O único livro que li escrito pelo Kerouac foi o Into the Wild, cuja adaptação cinematográfica é bem mais conhecida e, na minha opinião, mais bonita que o livro, o que não é costume. Provavelmente já viste o livro e, sendo assim, recomendo o livro :)

Ana Freire disse...

O título não me é estranho... mas nunca o li!...
Agora fiquei curiosa!... A ver se o encontro numa Fnac... para lhe dar uma vista de olhos...
bjs
Ana