.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

17/07/2017

| Então e essas leituras? |


Há tantos e tantos livros, que me recuso a ler até ao fim um de que não esteja a gostar, ou que me esteja a custar ler. Não faz sentido, certo?
Após anos sem isso acontecer, os últimos três que li ficaram inacabados, numa espécie de karma literário, o que me deixou muitíssimo ligeiramente irritada.
Foi nesse período que vi este livro à venda, e um qualquer impulso me levou a pegar nele de imediato. 
Se já estava muito tentada a comprá-lo, assim que vejo na contracapa críticas muito positivas de autores como Salman Rushdie, Martin Amis ou Doris Lessing e leio na diagonal o prefácio - de Lobo Antunes -, não tive dúvidas que tinha de ser meu. Nessa mesma noite comecei a lê-lo.
O segredo de Joe Gould é composto de duas crónicas escritas por Joseph Mitchell para a secção 'Perfis' da revista New Yorker, publicadas com largos anos de diferença: a primeira, 'O Professor Gaivota', em 1942; a segunda, que dá título ao volume, em 1964, sete anos depois da morte de Joe Gould.
Mas quem foi, afinal, Joseph Ferdinand Gould?
Filho de uma das famílias mais antigas de Massachusetts, estudou em Harvard e, em 1916, rompeu completamente com o passado e com a família e foi para Nova Iorque, onde iniciou a sua vida de vagabundo, dedicando-se em exclusivo ao seu projeto megalómano: escrever uma gigante e monumental História Oral do Nosso Tempo.
Foi uma pessoa muito especial, cheia de particularidades, que vale muito a pena conhecer. Por isso leiam o livro que, não raras vezes, me arrancou gargalhadas sonoras q.b. 
Numa palavra, delicioso.

13 comentários:

Eros disse...

Anotada a sugestão, para atacar assim que terminar "À Espera de Bojangles", de Olivier Bourdeaut.

Camila Faria disse...

Que dica maravilhosa Marta! A leitura parece ser mesmo incrível, vou ficar de olho para ver se ele será lançado por aqui. Um beijo :*

Rita Teixeira disse...

Parece interessante! Agora estou a ler "O Grande Gatsby" :)

https://mundodablue.blogspot.pt/

Filipa disse...

Parece interessante! Tenho mesmo que adquirir mais livros este Verão :D

http://purflefox.blogspot.pt

Ângela disse...

não conhecia o livro (:
neste momento estpu a ler Harry Potter (:
http://arrblogs.blogspot.pt/

Melhor Amiga Procura-se disse...

O livro não sei, mas gosto das sandálias :-)

amartaeumblog disse...

Parece uma boa opção - e estou mesmo a precisar de um livro interessante para as férias. :)

A Marta

Isa Sá disse...

As leituras por aqui, andam más....

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Sandra A. disse...

não me lembro de ler um livro :/

Clementina disse...

Fica a dica. :) Há tantos livros interessantes, tens razão. Uma perdição!

Miúda disse...

ja a muito que nao leio :(

Ana Freire disse...

Só em Agosto, as minhas leituras, ficarão um pouco mais em dia...
Parece-me um livro super interessante... já está na minha listinha... para ver melhor de perto... :-D
Beijinhos
Ana

M. disse...

Também fico desconsolada quando o livro "emperra"! Este ano tenho conseguido ler em volumes decentes :)