.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } -->

03/12/2016

| Crónicas da vida airada (ou não) #16 |

Há uns tempos estive num programa de televisão a falar sobre a minha opção de não ter filhos. E fui convidada para falar sobre o tema porque, segundo me explicaram, não há muitas mulheres a assumi-lo frontalmente.
Faz-me uma certa confusão que nos dias de hoje ainda existam este tipo de receios, que as pessoas não assumam e defendam as suas ideias e opiniões, principalmente numa questão tão pessoal quanto esta.
No tal programa perguntaram-me quando é que tive a noção de que não queria ser mãe e não tenho uma resposta para isso. Lembro-me sim de ter p'raí uns 16 anos e, numa conversa com a minha mãe, ela ter dito algo como quando tiveres os teus filhos, ao que respondi de imediato (lembro-me como se fosse hoje) não vou ter filhos (não vou desenvolver aqui o princípio de crise de pânico que provoquei na minha mãe com tal afirmação, porque não é relevante, mas na altura foi giro de se ver).
Entretanto cresci e a minha vida seguiu por um rumo em que a questão dos filhos não se colocou, nem aconteceu e, neste momento, estou perfeitamente resolvida em relação a esse aspeto.
E é importante que percebam que adoro crianças. Acho até que se fosse mãe ia ser uma chata do caraças, porque sou muito protetora daqueles de quem gosto, mas não me posso permitir equacionar a ideia de ser mãe porque a sociedade ou a família acha que isso é o que deve acontecer, porque é a minha vida que está em causa. E se não sou eu a decidir o que quero para mim, que raio de mulher sou eu?
Não são raros os casos em que há mulheres que são mães devido à pressão externa, e isso deixa-me triste, de certa forma, porque admiro pessoas que defendem aquilo que são, não obstante o quão difícil isso possa ser.
E não coloco em causa o amor extremo que as mães têm pelos filhos, o deixar de viver para si e passar a viver em função de outrém (que considero um dos sentimentos mais bonitos e nobres do mundo). Mas o mais importante de tudo, na minha opinião, é sermos fiéis a nós próprios. Custe isso o que custar. 

24 comentários:

Marisa Cavaleiro disse...

tambem não tive filhos e as pessoas não me compreendem muito bem...
xoxo
marisascloset.blogspot.com

TheNotSoGirlyGirl disse...

também não quero ter filhos. ou melhor, não filhos nunca estiveram nos meus planos de vida. Se acontecer, aconteceu. Mas não é uma coisa que sempre tenha desejado.

Beijinho
TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

Adriana R. disse...

Concordo totalmente contigo! Não é algo que alguma vez ambicionei, quem sabe se não mudo de ideias com o passar dos anos mas a verdade é que nunca senti que fosse algo que quisesse realmente fazer.
beijinhos, The Fancy Cats | Giveaway - Livro Infantil | Giveaway Japan Candy Box

Blog: A Vida de Nessy disse...

Conheço uma adolescente que também diz que não quer ser mãe biológica, apenas adoptiva. Sou a única que acredito nela, sem lhe causar pressões do género "isso dizes tu agora/ não queres estragar o corpo, etc"... A sociedade é muito fechada nesta questão. Ah mas num casal se ele quer é ela não gera conflitos, talvez mas a última palavra será sempre da mulher, afinal de quem é o corpo?!

As Coisas Dela disse...

Eu quero muito ter filhos e mais do que um porque não acho justo nem toda a gente ter irmãos. Acho que nasci com instinto maternal,não sei... Mas antes ainda tenho muito para viver e muitas coisas por fazer porque acredito que quando acontecer a vida vai dar uma grande reviravolta e vai aparecer um grande travão para as loucuras do momento!

Madalena Santos disse...

Foi nesse programa que " descobri " a Marta . Tenho 40 anos e não quero ter filhos. Já ouvi de tudo ...temos de respeitar acima de tudo a nossa individualidade . Sou feliz sem filhos e pronto. Só entende quem sente o mesmo.

Beijinhos e que este mau tempo passe depressa . ☺️

P. disse...

concordo! Não devemos seguir todas para o mesmo lado só por pressão da sociedade! Há tantas maneiras de ser feliz!

Cláudia Mendonça disse...

Devemos escolher o que nos faz feliz. O que a sociedade nos impõem ou quer de nós não nos interessa :)
****

Rute Matos disse...

Infelizmente há mesmo muitas mulheres que têm problemas em assumir perante a família (principalmente) e o seu circulo de amigos que não querem ser mães. Não vejo problema nenhum nisso. Pelo contrário... Acho que nunca daria certo ter um filho por pressão da família ou simplesmente da sociedade envolvente. É como se fosse por obrigação. Não consigo imaginar.

https://blogdiariodeumafamilianormal.blogspot.pt/

Claudia Victória disse...

Oi!
Tb não tenho filhos...
Minha irmã 10 anos mais nova já tem kkkk
bjs
http://momentosdemodaebeleza.blogspot.com.br

Chic' Ana disse...

Eu acho que isso é uma opção tão pessoal, tão nossa.. Temos de respeitar quem quer ter filhos e quem não quer, não é uma decisão fácil, é algo que se sente!
Beijinhos

Sandra Marques de Paiva disse...

Tinha tanto para dizer sobre essa questão e estou a viver aquela fase em que não posso ter um enjoo que está logo tudo em cima a ver se estou grávida. A sério, que merda de gente é esta que acha que tem o direito de se meter assim na nossa vida privada? É horrível. Concordo contigo, as nossas escolhas são só nossas, não obstante ao que a sociedade espera de nós. Beijinho

Isa Sá disse...

Há que respeitar as decisões de cada um! e a bem da verdade, há por aí muitas mães que nunca o deviam ser...e provavelmente atá o são por "imposição" da sociedade...


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Lulu on the sky disse...

Tb não tenho filhos embora goste muito de crianças não encontrei uma pessoa para compartilhar a vida e formar uma família. Minha vida tomou outro rumo.
Big Beijos
Lulu on the Sky
Conheça meu canal YT

Cátia Henriques disse...

Acho que acima de tudo temos que respeitas as opções de cada um. Não é preciso mais nada para que tudo corra bem.
Bjs, CH
Bonecas de Papel

Cat disse...

É verdade que há uma "descriminação" (se se pode chamar assim) em relação às mulheres que não querem ter filhos. Parabéns pela coragem em teres ido falar abertamente desse tema :)

O Biquíni Dourado disse...

Concordo mil por cento. Às vezes nem sei se uma mulher quer ser mãe "porque tem que ser" ou se quer mesmo... Já me fiz essa pergunta tanta vez desde que comecei a mudar de vida...

Um beijinho dourado,
O Biquíni Dourado
Facebook
Instagram

Kátia disse...

Concordo plenamente. Temos que respeitar a opinião e opção de cada um. :)

Sofia Sequeira disse...

Não é um tema fácil de se falar na sociedade dos dias de hoje, não... Mas todos os pontos de vista devem ser válidos: tanto o das mulheres que afirmam de boca cheia que se pudessem tinham uma equipa de futebol inteira como os daquelas que acham que a sua vida não passa por aí!

Cada um deve ser feliz com as escolhas que toma e ponto final :)

Let me Believe

Ana Freire disse...

Faço minhas as tuas palavras!
A opção de vida... só diz respeito a cada um!... Jennifer Aniston também não os tem... e adoro as entrevistas que tem dado a propósito de tal assunto... e da cobrança que também lhe é imposta... tanto mais sendo uma figura publica... e por isso, sujeita a pressões que serão bem maiores por parte dos média...
Beijos
Ana

Avelã disse...

É mau que ainda haja tanta pressão no sentido de ter filhos numa sociedade evoluída, porque é uma coisa muito pessoal que, como é óbvio, deve resultar unicamente da escolha de cada um. Ainda bem que há pessoas como tu, dispostas a mostrar que não ter filhos é uma escolha como qualquer outra :)

м♥ disse...

Também sou da opinião que devemos ser lutar por nós e defender aquilo que somos, sem rodeios, sem preconceitos. O que eu tiver a dizer, digo. Nunca deixei de expressar algo que me é importante com medo do que os outros possam pensar, nem faz sentido que ainda seja um tabu assumir uma coisa destas. Há mulheres que não querem ser mães. E daí? Quantos homens há que também não querem ser pais? Não é um problema. Cada um deve viver a sua vida como quer, sem pressão de terceiros. Vamos andar para aí a fazer filhos se não é isso que queremos só para que as pessoas fiquem contentes? Era o que faltava!

Eu sempre soube que queria ser mãe. Mas à medida que cresço e envelheço percebo que é ma decisão muito importante e que não pode ser tomada do pé para a mão. Surgem medos, surgem questões... Será que vou ser boa mãe? Será que terei abnegação suficiente para pôr alguém sempre acima de mim durante o resto da minha vida? Será que não vai mudar a minha vida para pior? Estragar a minha relação? Sei lá... tantas questões! Acima de tudo acho que deve ser uma decisão muito ponderada. Se achamos que não queremos, então o melhor mesmo é não ter e pronto. Não vem mal ao mundo por isso!

nonas disse...

Oh como te percebo! Quando dizemos isso acham sempre que somos umas maluquinhas "CÓHORROR! COMO É POSSÍVEL??!! A COISA MAIS LINDA DO MUNDO".
Claro... mas o que é para uns não é para outros.
Tu ainda gostas de crianças, eu não... fujo sempre a sete pés :D não somos todos iguais. A piada está na diversidade!

Manuela Vaz disse...

Ao ler o teu post do "vamos cuscar" vim parar a este! É tão bom ver que ainda há algumas pessoas que assumem que não querem ter filhos! Desde que me lembro que sempre disse que não queria ter filhos, acho que a primeira vez que disse à minha mãe devia ter uns 15 anos mas, evidentemente, ela desvalorizou e achou que era coisa de miúda. 15 anos depois, não mudei de ideias! Não sei dizer o porquê de não querer, nunca tive essa vontade e não estou a ver isso mudar. Como eu costumo dizer, já passei por isso pois tenho 2 irmãos mais novos aos quais mudei fraldas, vi crescer e hoje, dado que estão na adolescência "sofro" como se fosse mãe deles. Agora com quase 30 anos e uma relação estável começam a vir as perguntas e comentários (vá lá que a minha mãe já se habituou à ideia de não lhe dar netos) e é tão mas tão cansativo tentar explicar às pessoas que nem toda a gente tem de querer ser mãe! É um pouco limitativo achar que a mulher nasceu com o propósito de ser mãe e que só assim se vai sentir plena e feliz! Enfim.. é um tópico ainda muito controverso!