.backtotop { position: fixed; bottom: 20px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ } .backtotop:hover { background-color: #333333; /* color of background on hover over */ color: #ffffff; /* color of text on hover over */ text-decoration: none; /* no underline */ bottom: 10px; /* increase value to move position up */ right: 0px; /* increase value to move position left */ padding: 10px; /* add space around the text */ } .jump-link { text-align:right; } .jump-link a { text-align:right; font-size:15px; padding:10px; border: 1px solid #000; background-color:#ccc; color:#000; font-weight:bold; } -->

05/06/2018

| Pensamento aleatório n.º 10 |

Faz hoje duas semanas que morreu o escritor Philip Roth, de quem gostava muito, e que, descobri entretanto, definiu da forma mais perfeita o que são os livros para mim: Só devemos ler aqueles livros que nos mordem e nos picam.
Poesia pura para os meus ouvidos.

6 comentários:

Gil António disse...

Paz à sua alma.
.
* Coração em labaredas vulcânicas. *
.
Deixando um abraço poético

Vânia Calado disse...

E uma boa definição e gosto muito do autor.

Beijinhos

Os olhares da Gracinha! disse...

Perfeita a definição!!!
bj

Cabeça na Nuvem disse...

Pois eu nesse aspeto ando muito mal servida! Este ano ainda não li nenhum romance que me prendesse e que me agarrase a sério, salvo a saga "A Amiga Genial"!
Ando com péssima pontaria; armo-me em samaritana e penso "ok, vou ler isto até ao fim, que a história ainda vai ter uma grande reviravolta e até vou gostar", e quando dou por mim gastei 400 páginas de esperanças infundadas! Bah... o último que li foi o "Homens sem Mulheres", que desgosto.
E eu juro que nem sou muito esquisita xD


* "De Estrela do Instagram a Cantautora Tímida: A jornada de Kristina Bazan" https://preview.tinyurl.com/yalee5fo

Kique disse...

Há livros que nos prende a alma, outros que nem os olhos os querem percorrer.
Bjs

Hoje em Caminhos Percorridos - Canção do Fim

Ana Freire disse...

São esses que sempre têm algo a acrescentar... concordo em absoluto!
Beijinhos
Ana